10 de dezembro de 2008

E nada de costeletas

Primeirissimamente confesso que não sei se é costeletas ou costoletas e não me dei ao trabalho de ir ao dicionário! Suponho que sendo costelas e não costolas deverá ser costeletas, se não for, será talvez... bifanas.

Já me interrogava quando é que aconteceria alguma coisa aos pobres dos suínos. Sim, é que as vaquinhas piraram, e os frangos engriparam-se depois de tanto nitrofurano. Chegou a altura dos leitõezinhos se intoxicarem em dioxinas, o que quer que isso seja. Ora bem, sobra o quê, carnivoramente falando? Cordeiros e cabritos. Ah, e coelhos! Olhem só a sorte de uma Blonde que de carnívoro tem muito pouco. E o pouco resume-se, precisamente, a bifes de frango e às ditas costeletas bem temperadinhas (ok, também não se diz que não a outras vitualhas carnívoras desde que bem mascaradas e não passem por animais de estimação da Heidi ou primos do Bugs Bunny).

E de talho estamos conversados. Eis que chega mais uma vaga de histerismo com a ASAE em campo em busca das toneladas de costeletas perdidas! (Hmm... belo título: "ASAE e as Costeletas Perdidas" starring Harrison Ford as Inspector da ASAE, a Christmas blockbuster in cinemas near you). Sinceramente, tenho pena das donas-de-casa, as verdadeiras. O que lhes deve valer é que é Natal e viva o bacalhau (do Pacífico, atulhado em mercúrio e chumbo) e o perú (bêbedo de tanto antibiótico).

Gaita, lembrei-me agora que faço um lombo de porco recheado acompanhado de castanhas que deve ser das poucas coisas que me resultam bem na cozinha (para grande e genuíno pasmo!) e que é servido em vez do perú natalício! Lá terei de ir indagar a nacionalidade do bicho, o que me vale é saber línguas! Não esperem, este ano a Blonde não entra na cozinha no Natal! Ufa, já me safei! Mandem lá vir os leitões irlandeses! E dioxinas com eles!

19 comentários:

DANTE disse...

Não é preciso ir ao dicionário Blonde.
Basta a brasa quente , um bom tempero e bem passadas sff. lolololol

Jokas :)

lusitano disse...

Para teu descanso no dicionário só encontrei costeleta, obviamente!!!

Pois é, e o peixe tem mercúrio, e a água tem bactérias, e os legumes e a fruta têm pesticidas e isto é uma gaita que qualquer dia só comemos ar.

Que saudades do tempo em que no campo, comia fruta das árvores, com sulfato e tudo e nunca me fez mal!!!

Pode ser que o ser humano, como animal que é, se adapte e passemos a alimentar-nos e a engordarmos com dioxinas e outras inas que há por aí!!!

Abraço.

antonio - o implume disse...

O leitão à bairrada está a salvo! Isso é mesmo só um problema dos porcos irlandeses...

António de Almeida disse...

-Por sinal este fim de semana comi uns lombinhos de porco preto que estavam divinais. "Porco ibérico", no pasa nada!

Ferreira-Pinto disse...

Eu não sou muçulmano mas ao suíno concedo ocasionalmente a honra de me deliciar com um ilustre salpicão de Montalegre e mesmo muito de longe em longe um leitão ... por isso, "who cares, who gives a damn?"

Abobrinha disse...

Blonde

Desconfio que nem os vegetarianos se safam! Mas pronto, temos que morrer de qualquer coisa, não?

João Castanhinha disse...

Lol, abordei exactamente o mesmo lá em minha casa, onde param as costeletas?

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Já me ri à fartazana!Mas agora vou deixá-la ainda mais preocupada. Sabe que antes dos frangos engripados de Hong Kong, houve frangos com dioxinas na Bélgica. Ora se as outras espécies passarem pelo mesmo círculo de enfermidades, estamos conversados.
E agora mais a sério, fica aqui uma pergunta: se a Irlanda tivesse dito sim ao Tratado de Lisboa, haveria porcos com dioxinas? Hmmm! Parece-me bem que não, ma eu sou do Norte e por isso muito maldoso.

Tiago R Cardoso disse...

"um lombo de porco recheado acompanhado de castanhas...", assim é que é falar.

Alem disso anda por esse país um racismos contra a dita carne, sou a favor da libertação do bicho no meu prato.

Blondewithaphd disse...

Dante,
Uma vez por outra e então "al fresco" num churrasco de Verão até que não cai nada mal, não senhora!

Blondewithaphd disse...

Lusitano,
Ufa, lá me livrei do mau Português! E acontece que tantas vezes comi maçãs e pêras e uvas e sei lá mais o quê acabadinhas de apanhar da árvore! Belos tempos!

Blondewithaphd disse...

Ai Implume,
Eu leitão só como mesmo no Natal e é porque o Pai não dispensa. Não sei, mas aquilo é muito gelatinoso e não sabe a nada...

Blondewithaphd disse...

António,
Así, si! Porco ibérico, muita bolota, lá está, os irlandeses não têm bolotas!:)

Blondewithaphd disse...

Ó Quinn,
Vê lá se mandas um desses salpicões aqui à tua Presidenta? Tá quieto! Depois queres promoções e outras coisas que tais...

Blondewithaphd disse...

Ai Aboborinha,
Morrer por morrer ao menos que não seja engasgada! Olha que deve ser um sufoco:)

Blondewithaphd disse...

John,
Já por lá passo a ver dessas costeletas:) (Quentinhas, sff)

Blondewithaphd disse...

Carlos,
Good point! Raios dos tipos não ratificarem o acordo, hein?! Agora a classe suína é que paga!!! Tá lindo, está! Viva o peixinho com legumes que é muito bom!

Blondewithaphd disse...

Tiago,
Então liberta lá o animal no teu pratito, mas vê lá os restantes comensais. É que o bicho deve fazer uma estragaceira danada:)

joshua disse...

Tomas Cholagut e desdioxinizas-te prontamente.