25 de junho de 2009

A minha bread machine


Prometia-me pão fresco sempre que eu quisesse, delicioso, com iogurte, com frutos secos e cereais vários, branco ou integral, mais claro ou mais escuro. Era o prometias!
Lá fui feliz e contente comprar a máquina de fazer pão. Toda a gente agora tem máquinas destas. Maravilhosas! Fazem tudo sózinhas e até trabalham de noite para a malta acordar com pãozinho fresco para o pequeno-almoço. Eu até já mexi numa, na casa da Zana: fui eu que liguei o botão on (afinal, a tarefa mais importante do processo) e o pão saíu um encanto. Pois é, acho que a minha máquina tem uma personalidade própria e ainda não nos entendemos as duas. Estamos em guerra: as duas alemãs (imagino-a loura também), e as duas genientas.
No primeiro dia fiz a mesmíssima receita que a Zana e eu fizémos: pão com flocos de aveia. Segui as instruções à risca, refreei o meu apurado sentido inventivo, programei tudo certinho. E o que é que a minha cara amiga me entregou? Um pão abaulado no meio e todo mal cozido.
Eu, de facto, devia ter estranhado quando, bem a meio da noite, acordei com um agradável aroma de pão acabadinho de cozer. Cheirava tão bem que eu acordei, vejam só! Deixei a nossa caríssima entretida a trabalhar na cozinha, que é no rés-do-chão, e subi para dormir. Ora, se no meu quarto, às seis da manhã, eu acordo porque me cheira bestialmente bem a pão fresco, é porque a querida máquina deveria ser uma padeira de mão cheia, não?
Qual quê! Vingou-se, a tipa! Eu a dormir e ela a trabalhar deve tê-la irritado até à medula dos genes alemães.
Na segunda tentativa dei-me ares de inventora. Se com as instruções escrupulosamente seguidas a coisa não funcionou, talvez com um pouco de criatividade se obtivesse o tal do pão delicioso. Triste engano!
Inventei um pão de cebola que é um hit entre as receitas de pão de máquina. Para o efeito, juntei um pacote de sopa de cebola em pó, farinha de trigo 150 e farinha de trigo 65, uma colher de mel e o trivial: água, fermento, sal e açúcar louro. E eis que em cima da mesa da cozinha tenho agora uma coisa rectangular parecida com um tijolo de lareira. Tem um buraco no meio estilo caverna e, novamente, ficou uma pasta mal cozida, daquela que dá para moldar em bolinhas.
Acho que vou ter de ter uma conversinha muito séria com a cara amiga. Dizer-lhe umas verdades e explicar-lhe que na casa da Blonde manda a Blonde (ok, por vezes, manda o Spotty), mas, mais que não seja, na cozinha da Blonde manda a Blonde e ponto final. Já viram isto, uma máquina com personalidade?!
Posto isto, vou comprar pão!

17 comentários:

Rui Herbon disse...

E usou a percentagem de sal recomendada pela AR?

Eu Mesma! disse...

ui!!!!!!!

Não te preocupes que não és a unica!

os meus pais tb tiveram que comermuito paõzinho mal amassado até acetarem na quantidade de água e afins!

:)

António de Almeida disse...

Posto isto, vou comprar pão!

É sempre uma opção infalível. Mas a Bimby não faz pão?

Daniel Santos disse...

Não digas mal da bimby que é uma enorme amiga do António.

Se emprestares a tua amiga ao António ele é capaz de a por a fazer mais que um pão, faz um cozido à portuguesa.

antonio - o implume disse...

Duas loura na cozinha! :D

Bem a Blonde tem agora que experimentar uma Bimby, por acaso tb é alemã...

mdsol disse...

:))

Abobrinha disse...

Bem, a tua máquina de fazer pão deve ser da raça da máquina de lavar da Eu Mesma.

Leva-a à loja! Na volta tem defeito, não?

Pedro Lopes disse...

pão?
padaria

e a audição?
Blonde "Next Portuguese Idol"
"Audição adiada para Quinta-feira que vem"

hoje é a quinta que vem, correcto? como foi?
a ver se a reza pegou, ou se rifo o rezador
:-)

Ferreira-Pinto disse...

O remate final é de uma sensatez extrema!

PRD disse...

Têm a mania que são bimbys, mas bimby só há uma e faz a massa do pão, mas não faz o pão! E lá sabe porquê...

Zana disse...

...mediante um novo desafio,faz parte da natureza humana, (tanto do ponto de vista mental como físico), desistir após as primeiras contrariedades,mas se tivesse sido sempre assim,ainda viveríamos muito lá mais para trás !

...de qualquer modo, pode levar algum tempo até se conseguir restabelecer o equilíbrio de poder na Blonde's kitchen!

Blondewithaphd disse...

Rui,
E não é que, além de mal amassado e mal cozido o raio do pão também ficou insosso??

Tu mesma!,
Está visto que lá terei de tirar um doutoramento em amassagem de pão, querem lá ver?

António,
A Bimby é uma ignorante preguiçosa que só amassa. Cozer pão, está quieto!!!

mdsolinha,
:) para ti também!

Abobrinha,
É defeito é... naquele neurónio em curto-circuito!

Pedro,
Pois... pão-padaria parece lógico, mas que hei-de fazer? Também pensei ter dotes de padeira já que pelos vistos me saí soprano!:)

Quinn,
For once in our lives, não é que concordo avec toi?!:)

PRD,
E porquê? Porque ainda é mais loura do que a amassadeira de pão! Loura e preguiçosa, a Bimby!

Zaninha,
Amiga, tu nem sonhas o feitio que tem esta máquina! A tua tão obediente e trabalhadora e esta sai-me uma tipa cheia de manias, já viste isto?!

Zana disse...

... Cuidado!
É que "em casa em que não há pão todos ralham e ninguém tem razão"!

DANTE disse...

Já tou a ficar com água na boca...
Olha , passa pelo blog da Tronxa que ela é especialista a fazer pão ;D
Pede-lhe umas dicas.

Beijo ó padeira! ahahahah

Peter disse...

Sim, ainda o melhor é saíres para comprar pão e ainda tens a vantagem de fazer exercício físico rsrsrs

José disse...

Também tenho uma dessas e também já me aconteceram coisas dessas.

Uma dica: Tentar que a água da receita esteja entre tépida e morna.

Fada do bosque disse...

Este texto está demais!
Não falta humor!
E pelos vistos, a coisa não resulta! :)