20 de julho de 2009

Objectivo: Lua


Ainda faltavam uns bons anos par eu nascer, mas se há acontecimento histórico que eu gostaria de ter presenciado seria a chegada do Homem à Lua. Às vezes penso como é que aquilo foi possível, como é que o John Kennedy galvanizou uma nação com os seus discursos sobre "A New Frontier" ("I believe that this nation should commit itself to achieving the goal, before this decade is out, of landing a man on the moon and returning him safely to the earth") e como é que foram disponibilizados meios e recursos de envergadura tal que o Homem caminhou em solo lunar. Claro, que se vivia a Guerra Fria e a corrida ao espaço era uma competição entre rivais ideológicos tout court, mas é impressionante.
Eu já sou da era dos space shuttles. E sempre me lembro de, em pequena, agarrar-me à televisão a ver as contagens decrescentes e os lançamentos. Só que o bom, o excepcional já tinha acontecido e eu contentava-me em ver o Columbia lançar-se ao espaço sem ir à Lua... até ao dia em que fui à NASA a Cape Canaveral.
Passei um dia inesquecível, daqueles que também só se vivem uma vez. Toquei numa pedra que veio da Lua e aquilo foi, digamos, mágico. Mas o melhor, melhor foi ter experimentado uma simulação do lançamento da Apollo. Era a torre de controlo e tudo remetia para 1969: "Three, two, one, we have ignition", fiquei com pele de galinha. E depois ver a Terra da Lua... maravilhoso! E como eu tenho vertigens que me desunho caí do simulador abaixo para cima de uns turistas quaisquer do Midwest porque, francamente, a Terra vista a 300kms de distância manda balanço (Loura aterra desgovernada sobre trupe de big fat Americans que lhe amorteceram a queda). Mas valeu a pena!
Ah, e já agora sabiam que o Neil Armstrong não disse "One small step for Man, one giant leap for Mankind"? Ele disse: "One small step for a man, one giant leap for Mankind". O artigo perdeu-se na comunicação. Mas faz toda a diferença, fica uma frase tão mais poética.
Já 40 anos...

9 comentários:

antonio - o implume disse...

A Blonde é uma criança! Estou chocado! Todos já tínhamos nascido quando o homem foi à lua!

Ältere Leute disse...

Queria?! Ser jovenzinha... e ter sido acordada a meio da noite como a 3jährige Marta e a 5jährige Claudia, para ver as vistas no velho Blaupunkt a preto e branco !!! Tudo tem um preço !!! Beijinhos

Pedro Lopes disse...

qdo la' fui (nao 'a lua!) nao havia essa simulacao :)
lembro-me de ver os foguetoes ca' fora e lembro-me de tocar na campanula (ou como diabo se chamara', o cone que esta' logo 'a saida do motor) e de achar aquilo fragil... e lembro-me de ver o painel de comando da capsula de regresso e de aqueles botoes e switches me lembrarem tecnologia antiga... e foi com isso que foram e regressaram... ver aquilo da' um arrepio bom na espinha, como o homem consegue fazer de um proposito (poeticamente?) impossivel uma realidade concretizada

essa do artigo se ter perdido na comunicacao... os detalhes sao (tao) importantes; foi bom saber isso da frase realmente dita (estava la'? se estava nao reparei, na altura ligaria menos a detalhes :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu não fui à Lua, nem a Cape Canaveral. Logo, apesar de ser mais velho, estou a perder e relação a si...

Ferreira-Pinto disse...

E ainda não sabes tu tudo desse voo tripulado à Lua!

Alexandre disse...

eu não me esqueço é da explosão em directo do Challenger, um desses ife defining moments de que não se fala mais.

Eu Mesma! disse...

Por acaso....
foi um momento unico :)

Blondewithaphd disse...

Implume,
A idade é uma coisa relativa:)

Ältere Leute,
Stimmt! Es war nur ein Wunsch.

Pedro,
Eu já lá fui há uns bons anos mas havia simulações d etudo e mais alguma coisa. Também entrei num módulo lunar e experimentei um fato espacial. Fui aos laboratórios, às oficinas e só não me pude aproximar mais da rampa d elançamento porque o Columbia, que ainda não se tinha desintegrado, ia partir dali a uma semana. Uma maravilha!

Carlos,
Já eu vou à Lua n vezes:)

Quinn, Já sei que me vais dizer de uma certa bandeira que seguia a bordo, queres ver?

Alex,
Lembro-me bem do Challenger e do Columbia em pedaços no céu...

Tu Mesma!,
Imagino que sim, sei que sim.

Chinook disse...

Pois que eu vi numa tv a preto e branco. Com os meus Pais e irmãos (a minha irmã ainda era bébé para poder apreciar) mas foi com emoção que se viu esse episódio.

Kisses