21 de julho de 2009

Simplex? Ãh?!

Passo uma revista pelos blogs nacionais e... não é que floresceu uma coisa agremiativa chamada Simplex para onde carradas deles convergem? Eu, por mim tudo bem, cada qual é livre de apoiar politicamente quem quer que seja. O que eu acho piada é que numa blogoesfera que tem sido tão acrimoniosa para com este governo, agora surja uma congregação destas. E mais piada acho ler os textos justificativos da tomada de posição dos respectivos donos/membros dos blogues aderentes. Parece uma profissão de fé.
Certo, eu sei que nas próximas legislativas a escolha é praticamente nula, acho até que, desde que tenho direito de voto, nunca me vi na contingência de olhar para um lado e para outro e ter a certeza de não ter em quem votar em consciência, mas o que me espanta é a virose do Simplex. Exactamente, um surto viral que alastrou como fogo em palha. Resta saber se, à semelhança deste, não se consome depressa demais.

8 comentários:

António de Almeida disse...

Pessoalmente julgo que o valor acrescentado deste tipo de blogues é 0, minguém irá lá diariamente excepto os socialistas, que já estão convencidos, e também alguns adversários para entrarem em polémicas, igual princípio aplico obviamente a outros, como o Papa Mayzena, ao qual não liguei patavina, até porque os textos eram publicados nos seus blogues de origem, e acabava por ler alguns, dos autores que normalmente já lia. Estarei errado? Talvez, será uma questão de estar atento aos ecos que me chegarem do Simplex, que ainda não li, apesar de saber que escrevem lá algumas pessoas que estimo e aprecio, outras que desconheço, e dois imbecis...

Eu Mesma! disse...

Nem faço a minima ideia do que seja esse simplex...

Daniel Santos disse...

Interessante é que nos textos raramente falam de Sócrates.

antonio - o implume disse...

São muito giros! Falam dum PS de esquerda...

Ferreira-Pinto disse...

Vê lá ... olha bem para um lado e para o outro, não vá seres atropelada em 27 de Setembro!

Alexandre disse...

Eu cá acho que, a partir do momento em que um determinado blogger conseguiu chegar a colunista do Público e depois disso a deputado europeu, acaba por valer tudo para certas pessoas, na mira de "progredirem" na escala social.. :)

Agora sinceramente, não sei onde arranja essa gente tanto tempo para escrever tanto em tantos blogues. Ou então, sou eu, que tenho uma vida, com chatices, tarefas e até algumas alegrias para viver e que não arranjo nunca tempo para o poder fazer sempre a 100%... :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Uma coisa tenho a certeza. Seja qual for o resultado das eleições, no dia 28 de Setembro estremos metidos num grande imbróglio e em pior situação do que hoje. Como diz o povo, "atrás de mim virá, quem de mim bom fará" e a História recente tem demonstrado,à saciedade, a veracidade desse adágio.
se a sua dúvida é ente os dois do costume, digo-lhe apenas uma coisa, cara Blonde. Entre Sócrates e um fantasma, parece-me que a escolha é fácil.
Quanto a Simplex, não se preocupe... ainda só la passei uma vez e não tenho opinião formada, mas é uma outra versão da Papa Mayzena, a quem se teceram tantas loas.

Fernando Vasconcelos disse...

Sabe que nestas questões de % de apoiantes ou contestatários a nossa visão é um pouco como o do informático que quando tem um martelo na mão acha que tudo o que vê são pregos ... e não me considero isento dessa doença perceptiva :-)