15 de novembro de 2009

Depeche Mode Live in Lisbon - again



One word: AMAZING!
O que é que se diz de um grupo destes? Apenas os clichés todos de bons que são.
Gostei imenso do concerto deles há dois anos da "Touring the Angel" tournée, mas este "Songs of the Universe" está fenomenal. E o Dave Gahan pode ter tido cancro, torcido um tornozelo em Bilbao e cancelado onze concertos nesta digressão que ninguém nota (e ainda bem que fizeram Lisboa!). O homem é imparável! Toma o palco de assalto e prende-nos naquela voz de aço única enquanto nos deixa suspensos no carisma que dá a alma à banda. O Martin Gore, que seria frontman numa outra banda qualquer, arrebatou um Pavilhão Atlântico, onde já não cabia nem uma agulha, com "Home" e os novos arranjos em "I Feel You" e "Personal Jesus" foram, para mim, dos momentos mais fantásticos num concerto absolutamente memorável. Não se nota nada que sou fãnzérrima, pois não? :)
Em suma, os Depeche foram arrasadores, como sempre. Nós agradecemos.
Já a Selecção Nacional... enfim, no comments. Cá para mim até podemos ir jogar contra a Selecção das Ilhas Fidji ou a do Turquemenistão que mesmo assim passamos as passinhas (tanta passa, credo!) do Algarve!

8 comentários:

Daniel Santos disse...

pelos vistos a festa foi grande, falo do concerto claro.

Chinook disse...

beijos oh fã...

Ferreira-Pinto disse...

Peço perdão, mas se fosse contra as Fiji seriam não passas mas côcos!
Ou será que são mesmo passas de passinhas? :)

analima disse...

Quanto aos Depeche Mode: dê cá mais cinco.
Quanto à Selecção: dê cá mais um (e...e).

António de Almeida disse...

Depeche Mode foram uma das minhas bandas preferidas nos idos 80's. Há muito que não os ouço, mas acredito que tenham estado bem, sempre tive deles uma imagem de profissionalismo.

Peter disse...

Um conjunto de decisões erradas de um treinador falhado.

Foi bem melhor teres ido ao Pavilhão Atlântico ver e ouvir os Depeche Mode.

zana dias disse...

OK...dêem-nos música, que por vezes bem precisamos!

mdsol disse...

Blondinha, olha-me ca Vósnia num é uma equipa fácil, tás a bear? O país é nuobo, mas o futebol praticado bem de longe, canudo...

(Ulha, screbi in dialecto, para perceberes tens de ler alto, digo eu...)