12 de abril de 2010

Apetece-me escrever...

... sem saber bem o quê. Abro o blog que me tem servido de companhia, escape, terapia, sei lá, e não sei que escreva. Acho que é porque ainda não encontrei as palavras. Olho com os olhos e vejo, sinto mas depois não sei como dar forma ou consistência a tudo isto que os sentidos sabem e experimentam. Não é só a minha velha confusão de não saber bem em que língua me exprimo, sabendo que o meu pensamento não corre em Português. É outra coisa. É o não trazer comigo a bagagem de Vida para coisas que, nunca tendo sendo vividas, não possuem referenciais, não constróem verbalizações, estando, ao invés, à procura de uma linguagem própria, de uma forma de expressão qualquer.
Acordo na consciência de que as coisas mudaram. Não sei se sinto a mudança porque não é abrupta. Contudo, e por outro lado, vivendo na minha vida, mal a reconheço se olhar para trás e para onde eu estava o ano passado por esta altura, por exemplo. Sinto-me como os descobridores emudecidos perante a paisagem nova. As terras do Novo Mundo que tolhiam o verbo dos Europeus que lá chegavam e que faziam um esforço adaptativo com as referências do Velho Mundo. Só que não há linguagem do Velho Mundo que chegue para transmitir por palavras as coisas assombrosas que os olhos vêem e que todos os outros sentidos experimentam. Assim estou eu: olho aqui para este Novo Mundo e fico-me no pasmo emudecido incapaz da Palavra. Mas se palavras houvesse, diria que vejo uma floresta cheia de cores e sons e cheiros novos. A floresta é densa e eu estou na orla. Quero entrar. Mas antes, antes fico aqui a observar maravilhada com os pensamentos que me correm mais, muito mais velozes do que as palavras que não apanho.
Pode ser que, entretanto, as palavras venham.

8 comentários:

Eu Mesma! disse...

gostei....
estou com sentimentos semelhantes...

Abobrinha disse...

Bem, já somos três!

António de Almeida disse...

Sem saber bem o que escrever, escreveu este texto. Faria se soubesse... :)

zana dias disse...

Perhaphs you were just pregnant with words and with this post you have helped them to be born!

Daniel Santos disse...

imagin se elas viessem.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O Daniel antecipou-se..nada mais a acrescentar.

Goldfish disse...

Eu vinha dizer uma coisa, mas como já pelo menos três outros me tiraram as palavras da boca, digo outra: chiça, ainda bem que o pensamento não te corre em português!

Chinook disse...

Olá Olá

Tenho estado um pouco afastado mas deixa-me dizer-te que gostei do texto em questão.

Estou numa fase diferente.

Espero que entres nessa floresta. O que pode acontecer nunca se sabe mas sempre se aprende mais um pouco, levando-te àquele encontro com outras palavras e pensamentos.

Beijos
...