23 de junho de 2010

Flor, flores


Pensar que podia ter vivido a vida toda sem isto...
Pensar que me podia ter desperdiçado.
E pensar que poderia ter vindo cá e desaparecido em pó sem que nada se tivesse passado, sem que o mundo ou eu nos déssemos conta de mim e do mundo.
Acordei assim, a pensar em desperdício de vida que poderia ter acontecido não fossem os acasos da Vida e as coragens de mudança.

6 comentários:

antonio - o implume disse...

Dá-te por feliz. Muitos acordam a pensar em levantar os filhos, preparar-lhes o lanche, enfrentar o transporte público, um emprego miserável, um chefe presunçoso e a mesma vidinha de sempre. A ti tocam-te flores logo pela manhã.

Maria, Simplesmente disse...

E desperdiçamos tanto a vida!
Preocupados com coisas que julgamos, por vezes, ter importância, deixamo-la passar sem a viver como deve ser vivida.
Maria

Pedro disse...

porque a vida só vale a vida que é feita vida mudança entre vida corrida e flor garrida esperança

António de Almeida disse...

Somos sempre o resultado de escolhas feitas anteriormente, mais um conjunto de circunstâncias que nos escapam ao controlo. ;))

Eu Mesma! disse...

Concordo com o Antonio de Almeida...
nos somos sempre o resultado das nossas proprias escolhas...

Daniel Santos disse...

como andamos felizes.