4 de janeiro de 2011

Conta da EDP

142.13 euros.
Ok, até pago. Ok, até nem é das vezes que pago mais. Ok, a energia é cara. Ok, ok, ok. MAS...

Porque é que eu pago 86.01 euros desta coisa maravilhosa: "custos relativos ao uso das redes e os custos de interesse económico geral que decorrem de medidas de política energética"? Que raio de bicho é este? Interesse económico geral?? Interesse de quem? Meu?! Medidas de política energética?? Hein? Onde? O quê?
Apetece-me dizer: mas esta gente droga-se? (apetece-me, mas não digo).

4 comentários:

A. disse...

Oh Blondinha... anda lá... sê muito boazinha e apoia as questões de eficiência energética :p e aposto que já viste alguns frutos dessa parcela, tais como algumas campanhas de trocas de lâmpadas incandescentes por economizadoras ;) Vá Blonde... benditas as pessoas que se dedicam a essa área e às smart grids e a sistemas de gestão de consumos e etc e tal ;)

Eu Mesma! disse...

Tu tens estabelecimento comercial ou casa pessoal?

Se é casa pessoal liga para eles e verifica a contagem... uma vez aconteceu-me isso e tinha sido erro de digitos....

não pagas... fala primeiro...

Agora não sei o que é "custos de interesse económico geral que decorrem de medidas de política energética" ....

António de Almeida disse...

Desconheço o caso em concreto (a casa em questão), pelo que me abstenho de fazer juízos sobre o valor da factura, final do ano, eventuais acertos, periodicidade da mesma, são factores a levar em consideração. Mas indo ao cerne do post, as tais medidas de interesse energético geral, são na realidade subsídios que todos pagamos forçadamente, às renováveis, a tal energia verde que o ministro Pinho nos quis vender, muitos ainda enaltecem, esquecendo a factura que nos apresentam em plena crise, mas que permitiu alimentar toda uma indústria de amigos do governo socialista, pareceres, assessores, consultores e afins, acrescentando valor às EDP, ERSE, REN, com dinheiro extorquido ao cidadão em nome do mito do aquecimento global, para alguns quase uma religião que nem aceitam discutir... agora, pagam!!!

antonio - o implume disse...

Blondinha (gostei desta) então e a sustentabilidade do planeta, das tuas árvores de fruto, das tuas roseiras, dos três milhões de prémio do Mexia? Quem paga? Tu, minha querida. Bjnhos.