8 de maio de 2011

Sonhos Blonde de cenoura e coco

Isto uma Blonde aborrecida num Domingo aborrecido dá-lhe para a suma invenção culinária. Apeteceu-me sonhos vá lá o diabo saber porquê. E não só me apeteceu como me deu para fazê-los, e nessa altura até o diabo desarvorou a sete pés porque esta Blonde nunca fez fritos e só vagamente sabia que os sonhos devem ser deep fried, coisa que nem em Português uma pessoa Blonde sabe dizer. Coisas...
Cá vai a invenção do dia.

Ingredientes:
1/2 kg de cenouras (mais coisa menos coisa)
côco ralado (a olho consoante o gosto)
2 ovos
farinha (o suficiente para fazer uma consistência semi-rala com os restantes ingredientes)
açucar (a gosto mais um pouco para polvilhar)
raspa de 1 limão
1 cálice de Vinho do Porto
fermento em pó q.b.
canela para polvilhar

Cozer as cenouras muito bem e depois de cozidas esmagá-las com o passe-vite (eu esmaguei com um garfo). Juntar ao polme de cenoura cozida, o açucar e o côco e envolver. Juntar as duas gemas de ovos, o Vinho do Porto e a raspa de limão e mexer outra vez. Aos poucos envolver a farinha com o fermento e intercalar com colheres da água de cozer as cenouras. Bater as claras em castelo e envolver suavemente no polme.
Fritar colheradas de massa numa sertã funda com óleo (operação complexa e delicada; a primeira leva que fiz viu-se negra e esturricou-se e eu nunca em dias da vida pensei que fritar fosse tão difícil).
Depois de fritos e escorridos sobre papel absorvente, polvilhar com açucar e canela (e abrir bem as janelas da cozinha porque o cheiro a fritos põe qualquer Blonde doente).
Contra todas as expectativas ficaram um SONHO. Deliciosos. Saborosos. Apetitosos e eu tão orgulhosa da proeza! Bom apetite!

8 comentários:

antonio - o implume disse...

Blonde, Blonde, os sonhos são sempre assim uma inconsequente prova de degustação....

Filoxera disse...

Ai, que apetite!
;-)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Devem ser um bocado enjoativos, mas vou experimentar!

Cristina Torrão disse...

Para mim, sem côco, faz favor!

George Sand disse...

Gosto de sonhos. Dos tradicionais e de abóbora. A técnica é ter o óleo bem quente para não pegar e nãoo "empapar" e ter uma rede que se põe por cima para não salpicar. A janela é essencial :)

João Afonso Machado disse...

Sável, no outro dia? Sonhos, hoje? E depois nunca come fritos?
Nem eu.

lusitano disse...

Eu que gosto de cozinhar, acredito muito na sorte do principiante, porque é sempre o que me acontece quando parto à aventura na culinária!!!

Pois, podiamos não comer fritos, mas não era a mesma coisa!!!

Abraço

Turmalina disse...

Bom dia Blonde!
Não quer passar uns dias aqui em casa???...rss...