23 de maio de 2011

Viver em Tamanho 34

Size 6. XS. Não ocupo muito espaço pelos vistos. Mas acho a Vida uma coisa XXL em tudo. Fins-de-semana com azuis de Tejo e céu em alegrias súbitas e depois as Segundas no arremesso incomensurável dos stresses de um país um ruptura profunda onde tudo perdeu o Norte. Oitos e oitentas. Céus e infernos. Por vezes esqueço-me de que me estou a divorciar há três anos nesta justiça de lentidões, atropelos e desumanidades. Outras forçam-me a lembrar dessa existência paralela de processos e burocracias, sessões e audiências, advogados, juízes, diligências e papéis, únicas coisas de sobraram de um não-casamento. Tem dias em que a liberdade é suprema. Tem outros em que a espada de Dâmocles paira aqui tão pesada e visível em movimento de pêndulo. Sim, a vida vem em tamanho XXL e, por vezes, fica-me aqui a boiar num corpo 34 enquanto eu olho para o espelho com as mangas descaídas e as baínhas por fazer.

4 comentários:

Daniel Santos disse...

em frente.

João Afonso Machado disse...

Bom texto! Magnífica parte final!
Só isso é uma razão de ser.

antonio - o implume disse...

Coragem XXL.

George Sand disse...

Melhor viver-mos em tamanho XS do que em XXL Blonde. Porque a vida, essa varia. E, sempre se pode comer uns chocolates com fartura nas horas amargas e reutilizar o guarda roupa. Se precisar de dicas de costura para bainhas de corações e mangas de alma, tenho para a troca.