5 de março de 2012

Ir para o cadafalso dormindo com fantasmas

Contemplo-o a três dias de distância. Já me devia ter habituado mas não consigo. Cá de baixo vejo os algozes e percebo que os fantasmas antigos com que ando a dormir ultimamente são o sangue que me espera do outro lado. Não tenho medo desses fantasmas. Tenho medo dos que estão vivos aqui na fisicalidade em que vivemos quando vivemos deste lado.

4 comentários:

Ältere Leute disse...

Que seja desta!
In bocca al lupo!
Drücke den Daumen!

Chinook disse...

Pois que seja desta. Forca para enfrentares esses fantasmas é o que te desejo

Chinook disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zana dias disse...

Fez-me lembrar a canção do Pedro Abrunhosa... Deixa lá, não lhes dês mt protagonismo...