29 de maio de 2012

Agora é o Ricardo Costa?!

Pergunto-me em que país vivemos. Não há governo que se livre de insinuações (nunca provadas) de misturas pouco ortodoxas entre o poder e a comunicação. É tudo obscuro, tudo pardo, tudo nada explicado. O público segue impassível como se nada disto lhe interessasse; como se isto não indicasse a perversidade de um sistema em que não se pode confiar. Os políticos seguem igualmente imperturbáveis sabendo que estes fumos se esfumam em nada, porque, no geral, o ditado não tem razão. Os media amanhã cansam-se dos casos e tudo pode continuar obscuro, pardo e nada explicado.
África, Nápoles, Portugal: vejo poucas diferenças.

5 comentários:

luisa disse...

Por estas e outras, confiamos cada vez menos.

Exilado no Mundo disse...

Nápoles tem gente mais animada...

mfc disse...

O problema não é dos governos... mas de quem os escolhe!
Há 34 anos que escolhemos a mesma gente, embora com nomes diferentes!
Espero que dentro de 15 dias a Grécia dê um exemplo de mudança efectiva.

Daniel Santos disse...

texto referenciado na rádio pelo PRD.

zana dias disse...

It's a small world in fact...