4 de maio de 2012

Detesto mudar de telemóvel

Tira-me do sério. Mata-me a paciência. Abomino. Odeio mudar de telemóvel: tirar a carrada de sons inúteis e irritantes, habituar-me a teclados e layouts, escolher sons de toque de mensagens e de chamadas, passar números de um telefone para outro. Presumo que o inferno seja um lugar cheio de telemóveis. E depois estas manias hiper-tecnológicas ainda mais me abespinham. Que neura!

6 comentários:

Francisco Nobre disse...

Ha! Ha! Ha!

Desculpa, não resisti!!!

Cristina Torrão disse...

As maquinetas são inventadas para nos simplificar a vida, mas, por vezes, só complicam.

mfc disse...

Já somos dois...
E tenho há 3 anos o mais baratinho da Nokia... e estou contente com ele.
Beijos,

zana dias disse...

Isso é do género de tarefas para homens! Encarrega um disso e faz-lhe uma tarte em jeito de compensação!;)

A.B. disse...

Compre um iPhone. Quase se configura sozinho. Passei anos a dizer mal deles e agora nem sei como consegui aturar os Nokias e aqueles menus. Brrr.

Quint disse...

Quê? Também aderiste à idiotice do iphone? Já estou a ver, da próxima que vier ao Porto a menina vai querer ir comer uma francesinha levando o ipad atrás ...