24 de julho de 2012

Saudades da Alemanha


Ando tão irritada com a Frau Merkel e com o Herr Schäuble que me esqueço e desprezo as minhas origens. Revejo na Merkel e no Schäuble o pior dos estereótipos alemães e isso abespinha-me contra eles. A coisa anda de tal maneira encrespada que aqui há meses passei pelo aeroporto de Frankfurt e chamei entredentes uma coisa feia a um oficial da fronteira de tão danada estava com os alemães. Mas ontem, por puro acaso, vi um programa sobre uma viagem pela rota romântica do sul da Alemanha. Revi lugares familiares. Deu-me saudades. A cada imagem ia dizendo que isto é que é a Alemanha. Orgulhava-me porque o apresentador dizia que é tudo impecável, que a Alemanha é um paraíso para o viajante e mais etceteras. Já não sentia isto há que séculos, nem mesmo quando a Tante Ruth me escreve a pedir: "Komm, Blondin!" (Vem, Blondinha!"). Acho que quero passar as férias do ano que vem a viajar pela Baviera: Rothenburg, Regensburg, Augsburg, Chiemsee, Wurzburg, Eichstätt, todos esses sítios felizes de uma Alemanha minha, de um passado íntegro. Apetece-me voltar sem este sentimento rancoroso de um presente difícil. Apetece-me voltar com o sentimento morno de pertencer ali porque já fui tudo e toda ali. pode ser que sim... 

5 comentários:

D.S. disse...

Quero muito conhecer a Alemanha... Especialmente a Baviera, Munique e Berlim. Talvez haja a possibilidade de lá ir no início de setembro :)

Cristina Torrão disse...

Esquece as políticas e enfia-te pela Alemanha! Vale bem a pena! Já fiz férias em vários sítios e adoro. Se o tempo não fosse tão instável, a Alemanha podia ser considerada um paraíso de férias. Em fins de Agosto, vamos passar uma semana, desta vez, bem a norte, numa pequena ilha do Mar Báltico, da antiga DDR. A bem da verdade, fica a pouco mais de 200 km de Stade, onde vivemos.

P.S. A Merkel e o Schäuble não são tão maus como se pinta por aí...

Francisco Nobre disse...

Quem é que acha que a Baviera é Alemanha? Eu não e diria que os Bávaros também não... Chegas a um restaurante em Munique às 19:00 e este está cheio de Alemães a jantar. Se chegares às 23:00 este está igualmente cheio de gente, só que agora são Bávaros que são bem diferentes.

Abobrinha disse...

Reconheço perfeitamente a cidadezinha nestas fotos, sobretudo a loja de decorações de Natal que me pôs a sonhar com um Inverno nórdico em plena Páscoa! Foi lindíssimo e agora deu-me saudades (disso e de saber falar alemão).

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Concordo totalmente. Dessa Alemanha também, eu gosto, mas como lá não vou há décadas, contentei-me há umas semanas com uma visita à réplica sul-americana...