16 de setembro de 2012

Finalmente!

Finalmente este povo de Deus deu acordo de si e levantou a voz (tenho pena que só o tenha feito quando as medidas austeras se tornaram universais e não o tenha feito no espírito solidário de quando a austeridade atingiu outros sectores - e fala quem já saiu à rua em nome dos outros).
Finalmente este povo de Deus achou que a canga está a ficar pesada demais, que não elegemos quadrilhas de gente sem sentido de nobreza no exercício de poder, que os nossos legítimos anseios estão desbaratados. Finalmente este povo de Deus achou que era tempo.
Veremos quem lhe ouviu a voz, daqueles a quem se pede que escutem.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

"tenho pena que só o tenha feito quando as medidas austeras se tornaram universais e não o tenha feito no espírito solidário de quando a austeridade atingiu outros sectores - e fala quem já saiu à rua em nome dos outros"
Tenho pensado muitas vezes nisso. Esta onda foi possível, porque desta vez a austeridade tocou a todos e não apenas aos funcionários públicos e aos reformados. Isso dá muito que pensar.
Vou fazer link. Obrigado

Vítor Fernandes disse...

Os funcionários públicos e os reformados são da segunda divisão. Pois é!