15 de dezembro de 2012

Temos juízes que são uma nódoa

Numa das audiências do meu interminável processo de divórcio, a Juíz mandou-me descruzar a perna porque não admitia esse comportamento no "tribunal dela" mas deixou a advogada do meu ex-marido ter a perna dela cruzada. Já o juíz desta notícia (link abaixo) soltou um animal que partiu as pernas a um bebé de dois anos e o violentou sistematicamente, argumentando que era necessário fazer a reinserção social do abusador. Mas alguém me explica que raio de gente é esta que manda sentenças nos tribunais? Há hipótese de, com gente desta, um cidadão confiar na justiça portuguesa?
Aqui.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu já deixei de confiar há muito. Mais ou menos desde o dia em que percebi que justiça e imprensa viviam em mancebia dissimulada.