9 de janeiro de 2013

Acordar para isto

Acordo eu bem-disposta, que nada há melhor pela manhã do que o cheiro de torradas e café, e passo os olhos pela imprensa para me dar conta de que este país vai morrer de vez.
Ele é uma deputada, amiga da farra com certeza, que cai numa operação stop envolta em vapores etílicos (aqui). E depois é a continuação da novela FMI vs os papalvos dos funcionários públicos portugueses. Pois parece que é preciso baixar mais os salários e cortar a eito na saúde e na educação que só assim é que o país sairá da crise porque, lá está, há dinheiro para o Banif mas não para o Estado Social (aqui).
Ainda bem que sou loura como no estereótipo e assim posso ser burra à vontade e continuar sem perceber nada do que emana das carolas brilhantes de quem nos (des)governa.

2 comentários:

Fernando Lopes disse...

Quando quiser uma amiga para a farra já sei quem contactar.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sinto-me a viver num filme de terror, do qual não consigo sair.Isto só pode acabar mal...