15 de janeiro de 2013

Negabelhas

A minha Mãe falava uma versão muito sui generis do Português. À uma misturava-lhe Alemão com fartura, à outra inventava e inventava palavras como esta. "Negabelhas" era o que ela dizia que era o jantar ou o almoço quando não estava com grandes inclinações culinárias. Pois eu ando há uns dias a esta parte a comer negabelhas. É tanto o stress, tantos os deadlines, tantas as novas obrigações, tanto o trabalho que ataco a cozinha e como o que quer que for que encontre. Hoje o meu almoço foi café, bróculos cozidos e batata-doce e duas Speculoos. Ai Mãe, esta tua filha anda a negabelhas...

4 comentários:

Ältere Leute disse...

Coisa mais gira ! E não é que eu acho certíssimo ? Posso partilhar no FB ?

Ältere Leute disse...

Já sei: anda a preparar a imaginação para o banquete de domingo...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Nunca tinha ouvido essa expressão, mas soa bem...
PS: Em resposta ao seu comentário no Cr sobre os estrangeirados, eu também me sinto como a Blonde somos estrangeirados,mas decentes...). Sou filho e neto de brasileiros e andei mais de 20 anos a vaguear pelo mundo. Por isso é que me custa ver estes arrivistas com ar de quem descobriu a pólvora.

Cristina Torrão disse...

Interessante refeição. Só não sei o que são Speculoos!

Hoje foi contigo que se meteram, no "Horas Extraordinárias". E a espertinha da ana b teve de meter a sua colherada. Não posso com essa personagem! Foi ela que me afastou do blog. Faz-me lembrar aquelas meninas cínicas da escola, de quem certas professoras gostam muito, porque ela sabe engraxar.
Também a "autora extraordinária" parce gostar muito de graxa.
Enfim, ninguém é perfeito...