22 de outubro de 2014

A Casa Alentejana das Heras

Quando, este Verão, pintei a casa dei-lhe as cores do Alentejo (ficou linda e a vizinhança agora também quer uma casa igual) e disse aos pintores que a hera das paredes era para ficar. Deram-lhe um desbaste porque, já se sabe, pintores e heras são uma incompatibilidade natural. Mas ei-la que, pujante, faz a sua reaparição e, desta feita, sobre tinta fresca. Vão-me matar (os pintores)...

2 comentários:

Ältere Leute disse...

As heras não morrem assim tão facilmente...

Turmalina disse...

Adoro as cores do Alentejo, tanto que minha cozinha tem estes tons, mesmo dando mais trabalho para manter o branco sempre branco!