27 de dezembro de 2007

When it's easy to lose faith II




Yesterday, and for personal reasons, I was down on my spirits. It's hard when things come crumbling down after your trust and your feelings get trampled over. Because you're strong, because you're always smiling and positive about life, people think you just get over quickly and nothing hurts you. Well, that's wrong, it's a big lie. The strong hurt.
Today, I can't help thinking how my personal grievances are nothing compared to what the great souls of this World go through in life.
We all knew Benazir Bhutto would be killed one day. It was just a matter of when. It was today! And I can't believe it! I was punched in the stomach when I heard the news. I paralysed, I mean, I had to stop my brain from thinking for a second so that I could take in the news: they killed Bhutto, they actually killed her in a blood bath! Today they killed a part of all of us that believe in Man and a better world. They silenced a Voice. And how easy it was to silence it!
I still remember Sérgio Vieira de Mello. I had such great hopes in and for him. I knew he would one day be UN's Secretary-General. I trusted him. He had an aura of goodwill around him. I was in Turkey when I heard he had been killed in Iraq. It took me days to believe the news. It was such a shock. In the back of my mind I also thought that he could be killed one day. But not that day.
Bhutto's and Mello's days came.
They came unnanounced, but they were expected. Still, we all hoped that things could and would not be as predictable as they turned out to be. In moments like these it's easy to lose faith, it's easy to fall into temptation and believe that hope is lost. Only the strong will now believe that faith must endure, faith must resist against despair.
Only the strong will go on hoping...

29 comentários:

Carol disse...

It's strange, but I have tears in my eyes... I found out about her death right now, reading your post. I can only thin of a song that begins like this:"I can't believe the news today/ I wanna close my eyes and make it go away..." (U2 - Sunday, Bloody Sunday)...
But I can only say one thing: we knew these deaths would happen, but they won´t kill their voices. Their message will last and the strong will make it happen!

Carol disse...

I meant "I can only think..."...

bluegift disse...

E pensar que há por aí tanto filho da mãe a merecer uma bombinha... mas esses não, esses estão sempre bem protegidos e, bem frequentemente, directa ou indirectamente ligados ao terrorismo. Um fim de ano que fica marcado por mais uma grave ferida na Democracia e Humanidade deste mundo.

antonio disse...

Conheci de perto o trabalho do SVM em Timor, guardo-lhe as mais sérias reservas.

A senhora Benazir Bhutto merece-me o maior respeito pela coragem e abnegação demonstrada. Especialmente quando vivemos num país em que as “maiores promessas” não estão disponíveis para o exercício de cargos públicos…

Joshua disse...

Well, «I have a dream!...» BlastingLightnig... «I have a dream!»

quintarantino disse...

This comes to shows those "long bearbed" clowns are more dangerous than most people think.
And that they are in the will to do what it takes to mark their reasons (I guess they have none, but they don´t agree with me). Western countries and societies should really care about this threat. I'm not one of those who thinks everything that is islamic is bad, but these clowns mean business and serious troubles. And we have them indoors already.

As for Mrs. Benazir Bhutto I can only say she was a women with what it takes. Need I say more?
And I don´t trust that Musharaf chap...

Peter disse...

"Today they killed a part of all of us that believe in Man and a better world. They silenced a Voice."

Quem armou o assassino?

Aqui podem ser apontados vários mandantes, mas não esqueçamos e parece que nos estamos a esquecer, que o Paquistão é uma Potência atómica e que o caos serve o interesse do Estremismo Islâmico, hostil ao Ocidente. Foi este braço armado, hostil ao Ocidente, o culpado da morte de Sérgio Vieira de Melo.

No caso de Benazir Bhuto, a sua morte não serve os interesses da Democracia, por isso eu curvo-me perante essa mulher de coragem, prestando-lhe a minha sentida homenagem.

Tiago R Cardoso disse...

Poucas palavras para semelhante acto de estupidez pura, radicais ou não, caminha-se para o abismo, eu tenho esperança que muitos continuem a luta, agora com mais força.

Joshua disse...

Was ist mit du? Warum dieses schweigen, meine liebschen BlitzSturmereBlond? Ich bin der netteste Geist von der ganzen Welt!

Blondewithaphd disse...

Dear Carol,
It's the pain of knowing that these killings actually happened that is so hard to bear. Yes, I think yesterday was a "Bloody Thursday".

Blondewithaphd disse...

Dear Blue,
I liked your euphemisms! But I don't think a "bombinha" would be enough! A bomb, a real one, would do the trick. And yes, we're talking about stupid, bloody bastards! (Pardon my French!)

Blondewithaphd disse...

Dear António,
Both Benazir and Sérgio Vieira de Mello are not consensual characters. Even Ghandi had shadows of suspicion hanging over his head. The fact is that SVM was there in Timor when things were really complicated. He just did his job.
As for Benazir, I think we're poorer in the World today.

Blondewithaphd disse...

Liebchen Joshua,
"Schweigen"?! Ich bin hier jetzt, oder? Und nein, Du bist nicht so richtig! Du bist nicht nur nett, sondern auch SÜSS;)
Wir sollen noch träumen...

Blondewithaphd disse...

Quinn,
Aren't you a sweet chap calling those monsters, sons of guns clowns! You can use your nasty vocabulary full blast and still you'd be sweet to those freaks, perverts!
Benazir was a true WoMan! That I agree!

tiagugrilu disse...

...Também senti uma tristeza enorme... Parece que o Mundo ficou mais injusto ainda desde ontem...

Blondewithaphd disse...

Dear Peter,
So true your words! We're talking about an ideology that is contrary to everything we believe and fight for in the Western, democratic world. They will go on killing everyone that raises a voice for peace and individual freedom. And right now I fear what might happen in Pakhistan, precisely because they are a nuclear power!

Blondewithaphd disse...

Dear Tiago,
Quite right! No words are enough to express what happened, to express the horror of this death!

Blondewithaphd disse...

Dear Tiagugrilu,
The world and us all are so much poorer today...

antonio disse...

Blonde estive em Timor em tempos muito mais complicados e antes do SVM. Dili ainda fumegava. Mas foi possível restabelecer a energia eléctrica e a rádio. Os Indonésios não haviam destruído completamente o país.

Depois voltei e encontrei um país completamente destroçado, saqueado pelas empresas que o SVM contratou (desapareceram todas as linhas de destribuição eléctrica e de telefones, retiradas num processo de renovação de infra-estruturas, adjudicado pela ONU!), cheio de corrupção e com um primeiro ministro mulçulmano (para agradar aos Indonésios). E com secretissimo acordo sobre o Timor Gap...

Pelo caminho, alguém se esquecera dos Timorenses...

indomável disse...

O mundo está mais pobre hoje... sim!

Está mais pobre desde que os homens passaram a usar bombas para decidir quem deve ou não expressar a sua opinião. Desde que passámos a crer que a guerra está lá longe e não nos atinge. Desde que as caras na televisão nos parecem ilusões e as lágrimas nos acontecem como magia, só porque coitadinho de quem se foi, pior para eles, o que interessa mesmo é que continuemos por cá!

Desculpem, sou pouco dada à lamechice. É claro que manifestar consternação por quem se foi não é lamechice, sobretudo quando são sentimentos verdadeiros que nos levam a manifestar.
Mas a Bhenazir era para mim mais que um animal político e era também mais que uma mulher de garra. A Bhenazir era luz no Paquistão. Por ser luz foi morta. Agora é que a sua luz brilhará mais forte. O que os burros dos fundamentalistas não viram, foi que ao matá-la a tornaram mais forte. Quando uma luz é apagada, a sua recordação torna-se mais intensa, porque a chama permanece viva nos olhos de quem a observava. O que vai acontecer é um choque em forma de dominó.
O Sérgio não teve o mesmo impacto porque a sua luz não irradiava ainda tanta claridade. MAs a Bhenazir vai perdurar, como perdura Ghandi, porque ela iluminava já meio mundo.
Foi uma luz que se apagou no mundo, mas outras mais se acenderão. Porque o homem não foi feito para viver em guerra. Nascemos para dar luz ao mundo, não para trazer a escuridão.
Com a Bhenazir apagaram-se outras tantas luzes. Filhos, pais, mães, tios, tias, primos e outros parentes de alguém, algures no mundo. Apagou-se também a luz que trouxe escuridão. Porventura o bombista seria filho, pai, irmão, primo de alguém. Porventura também a sua morte trará a escuridão a alguém...
E enquanto formos apagando as luzes e não virmos outras acender-se, veremos apenas a escuridão.
Os fracos vêem apenas a escuridão, até dentro de si. O problema dos fortes é que iluminam tanto os demais, que ofuscam e criam inveja. Os mais fracos acabam por querer ter alguma dessa luz e roubá-la é o mais fácil.
Até os fundamentalistas têm uma luz dentro de si. O que se passa é que a procuram e ela parece-lhes sempre mais fraca que a dos outros. Mas até eles, se chegarem a velhos, um dia, olham para dentro de si e vêm a luz que iluminou os que estão à sua volta e apercebem-se que a razão da sua luta é igual à razão da luta dos inimigos. Apenas não vê quem se move na escuridão.

Por cá, vamos vivendo um dia atrás do outro, não mexendo muito caldo para que não venha à tona o sentimento revolto de quem se preocupa, para que ninguém se lembre que temos de fazer alguma coisa para mudar o estado de coisas. Mudar dá trabalho e cada um tem de ser responsável pelos seus actos. E nos entretantos, quando isso acontece, não podemos culpar todos os outros pelo que nos acontece!

António de Almeida disse...

-Cobardes assassinos fundamentalistas podem ter ganho uma batalha, mas o mundo não pode permitir que ganhem a guerra. É necessário combater os radicais onde quer que se escondam, espero que no fim, a democracia triunfe. Espero também, que a UE não se esconda, deixando os EUA sózinhos na região, se queremos ajudar, e defender valores um pouco diferentes dos americanos, há que estar presente, e não apenas criticar!

Blondewithaphd disse...

Dear António,
We all know that the UN is not a perfect organization, but until something new comes up, it is still the best we have. As for SVM, he has his detractors just as much as he has his supporters. I'm not apt to judge a herculean task that I certainly would not be able to do.

Blondewithaphd disse...

My dear Indy,
I'm out of my breath!
You certainly made all your points! When the news came that she was dead, the spokesman said precisely that she was now a martyr, and at this very moment, crowds in Pakhistan are crying out loud that the daughter of Pakhistan shines forever!

Blondewithaphd disse...

Dear Antonio de Almeida,
The problem is that Pakhistan is a regional ally of the USA. And, as always, it needs the USA against India. Europe there is an irrelevant player. The only way I see the EU there is through the interference of the UK, which, also as always, leaves us in a fragile position.
(Just by the way, wow!, this time you sure used some strong language, not your usual cordial, diplomatic style!)

Carol disse...

Hi, blondie!
I came here to wish you a HAppy New Year.
I know you're feeling down, but I hope 2008 is a better year and that it may bring you joy and happiness.
Hugs and kisses, my friend. I'll see you next year.

Blondewithaphd disse...

Thanks Carol! Have a great 2008 you too! The best possible new year!

antonio disse...

Neste mundo, todos nós precisamos de imagens simpáticas anti-Bush.

Quando cheguei a Dili em Dezembro de 1999, era a ONU quem lá estava (foi num voo da ONU que fui para Dili). Respirava-se esperança e confiaça. Existia uma estratégia e curiosamente, santa ingenuidade, acreditava-se que o dinheiro do petróleo (e não de dadores) recnstituiria Timor.

Qando voltei,estavam por lá o Alkatiri e o SVM e foi-me explicado que Timor teria que contar com o dinheiro dos dadores, cnvenientemente administrado pela ONU, pois não estaria em condições de gastar correctamente o dinheiro dopetróleo. Sobre este último,apenas se sabia que seria adminstrado por um fundo nacional de investimento... como em Angola peguntei... fiquei persona não grata.

Mas é claro, trata-se apenas da visão de quem partiu para Timor atrás de um sonho... os que ficaram no sofá, seguramente terão a distância suficiente para ver isto sbre um melhor angulo.

C Valente disse...

A miséria em que este mundo vive.
Saudações amigas e um convite para partilhar a minha ceia de fim de ano.

JOY disse...

A Estupidez a Intolerância e a Cobardia mataram uma grande MULHER.

JOY