16 de setembro de 2008

And now we're... PIGS!

Ele há coisas que nos deixam atónitos, esta apanhou-me com quinze dias de atraso. É até verdade, mas who the f... are they to call us that?

Os pundits da venerável instituição bíblica denominada Financial Times, esse pasquim da vida económica e financeira, achou um acrónimo, certamente inteligentíssimo e cheio de um humor requintado, para denominar os bobos da corte europeia, ou seja, nós os tristes que, por contigências geográficas, nos quedamos aqui, impávidos e serenos, no dito Meridião, o Sul do dolce fare niente, da vida bela e despreocupada, da cauda da Europa, os latinos broncos que falam alto e conduzem que nem suicidas. Somos, alegremente os PIGS! E, haja algum lugar em que este país tenha honras de primeiro lugar: é que somos o P dos ditos, seguidos pela feliz Itália, a descontraída Grécia e a bem-disposta Espanha, perdão, Spain.

Admito que a auto-crítica é uma virtude, admito que é verdade que as economias do sul da Europa enfrentam desafios muito sérios e que analistas externos verbalizem os problemas. Não admito é que os mesmos analistas nos olhem com o paternalismo imperial hegemónico deste princípio de século e que nós achemos que "sim senhora, não vamos contrariar as suas eminências sapientes do Financial Times".

Well, at least, us poor, idiotic, economically braindead PIGS do not have a Merrill Lynch or an AIG, ring any bells?

24 comentários:

antonio - o implume disse...

P.I.G.S. são as iniciais de quê?

Blondewithaphd disse...

Implume;
Portugal, Italy, Greece, Spain = PIGS

Carol disse...

PIGS?! Us?!

Peter disse...

Sim, já tinha lido e encaichei, já estou habituado...
Mas achei giro o teu boneco: porquinhos rosados e com asas, até se aceitam.
Uma palavra de apreço para a forma como te referes aos companheiros: "feliz Itália, descontraída Grécia, bem-disposta Espanha". E nós? P de porcos? Fico por P de "primeiros" na irresponsabilidade.

Blondewithaphd disse...

Carol,
Yep dear!

Blondewithaphd disse...

Peter,
Sabes porquê os porquinhos com asitas? Em Inglês também se diz que "Pigs fly" e, por isso, mal por mal, voemos também.

Ferreira-Pinto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ferreira-Pinto disse...

Gosto desta ... o "Financial Times" revela aqui uma faceta desconhecida da maioria dos portugueses ... quer dizer, a maioria dos portugueses até ignora que existe uma coisa chamada "Financial Times", quanto mais o seu conteúdo, mas isso, como se costuma dizer, são contas de outro rosário ... retorne-se, pois, à vaca fria, perdão, ao suíno ...

... o capitalismo, mormente nesta sua vertente de prosperidade galopante para uns poucos eleitos e na anunciada esperança que a partir dessa prosperidade outros lhes verão cair umas migalhas (mas na verdade eles estão mesmo é a borrifar-se para os remediados), não costuma ter sentido de humor ...

... e, por arrastamento, os senhores que se dedicam ao "economês" (ah, grande jargão) também se dão ares de siso ...

... aliás, eu sempre ouvi dizer que quando se está a tramar alguém devemos assumir uma postura sisuda e circunspecta e deve ser por isso que eles andam ali todos de fato escuro, gravata electro-pop-chique e ameaças de apocalipse pela certa ...

... ora, certamente que alguém após épica jorna de entorna copos e embalado/a pelos etílicos vapores e a preguiça na escrita de que o Inglês fluentemente padece e que leva ao encuartamento de palavras, e ainda bem, digo eu, se lembrou que Portugal, Italy, Greece & Spain dá um trabalho danado a escrever e que até ficava giro ser vertido em PIGS ...

... agora se uns são HAPPY ITALY, RELAXED GREECE, HAPPY/GAY SPAIN e UNKNOWN DEFINITION para PORTUGAL não sei ...

... não os conheço tão bem quanto isso para me permitir apodar que assim sejam todos ...

... certamente que em matéria de irresponsabilidade como o Peter afirma ombreamos e pedimos meças, mas não nos precipitemos ...

... há farta e forte concorrência do Atlântico aos Urais nesse domínio e até do lado de lá do mar salgado ...

... já quanto à escolha da imagem, é uma possibilidade que poderia ser usada numa campanha daquelas que o Pinho, esse colosso superior ao de Rhodes, costuma engendrar ...

... eu até arriscaria qualquer coisa dentro do género

"NÓS POR CÁ VEMOS PORCOS A ANDAR DE BICICLETA, MAS NO SUL VOCÊ ATÉ VOARvA!" e tudo isto devidamente acompanhado de um ilustrativo e pefeitamente entendível TOMA " la Caldas da Rainha" ...

... e para supremo gozo comprava a primeira página do "Financial Times" para arrancar com a campanha ...

... isto, claro está, porque o cavalheiro ou a senhora que se lembrou desta certamente estava de boa fé e não nos quer denegrir, porque se esivesse de má fé só havia uma solução ... moca ao alto e toma lá justiça à moda de Fafe!

Blondewithaphd disse...

Bolas Ferreira,
Até fui fazer um cházinho só para digerir o teu comment!

Ferreira-Pinto disse...

Depois do chã, e partindo do princípio que vens cá ler isto, releva ali o lapso de escrito no slogan publicitário, se faz favor.

António de Almeida disse...

-Por estes dias não tenho dispensado uma consulta ao FT, e já me tinha apercebido dos PIGS, mas não me atinge quem quer, apenas quem pode, eh eh!

Joaninha disse...

e do clima a culpa é toda do clima.

Bjs

PS: Já te respondi, à questão que me deixaste no blog.)

Peter disse...

Já agora traduz:

"a Merrill Lynch(?) or an AIG(?), ring any bells?"

Please...

joshua disse...

Quite true. A verdade é que a economia também dá muitas voltas: pode muito bem acontecer que muitos bancos e instituições dos maliciosamente chamados PIGS, bem mais saudáveis e menos liberais quanto aos prémios atribuídos aos seus gestores, bancos dos países contidos por esse maldito e odioso acrónimo, comprem a preço de loja dos trezentos muitas de essas instituições a caminho do descalabro, da vengonha internacional e do descrédito, conforme já se verifica nuns casos e vislumbra noutros.

Os pilares da economia norte-americana, vejam lá, podem muito bem vir a pertencer aos países de essa maliciosa sigla ou acrónimo cunhada arrogantemente.

Se não for assim, se forem os bancos brasileiros, indianos, chineses e russos a comprarem por um euro essas instituições norte-americanas, neste momento ainda sigilosamente aflitas, pelo menos seria bem irónico ou será de todo o moodo. «PIGS eat all major american bancs savind them from hell on earth. PIGS save american financial institutions from total bancrupsy.»

Não chamarás nem tolo nem PIG aos teus semelhantes. O mais certo é que te arrependas amargamente e que o tenhas de roer o teu orgulho como um boné coçado e velho. O orgulho militarístico e isolacionista tem limites. Os limites que a ganância e a pedantaria elevada a cultura não conhece.

PALAVROSSAVRVS REX

lusitano disse...

Ao menos temos uma vantagem, porque como se costuma dizer neste "cantinho à beira mar plantado", do porco aproveita-se tudo.

Não é como certos "bifes" que vêm cheios de nervos e que têm se colocar na borda do prato...

Blondewithaphd disse...

António,
Concordo! Nada melhor do que dar uma de sobranceria e indiferença.

Blondewithaphd disse...

Jo,
Pois claro, é do clima daquelas cabeças paleolíticas!

Blondewithaphd disse...

Peter,
A Merril Lynch e a AIG são duas das instituições financeiras americanas (a primeira um banco e a segunda uma seguradora) que despoletaram os crashes bolsitas nas últimas semanas e disseminaram o pânico em Wall Street. Por causa destas e de outras, nós é quye levamos com as ondas de choque do tipo subida de juros.

Blondewithaphd disse...

Josh,
Pode até ser, mas não estou propriamente a ver instituições dos PIGS a comprarem bancos e seguradoras norte-americanas. Era bom, mas acho que não vai ser por aí. Entretanto a Reserva Federal vem armada em cavalaria, não é?

Blondewithaphd disse...

Lusitano,
Boas metáforas. LOL!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Uma sigla muito feliz e verdadeira!
Apesar de sermos os mais asseadinhos dos 4, somos intrinsecamente PIGS, pela mentalidade.

PRD disse...

Inteiramente ao seu lado, como de costume. Mas confesso, envergonhado: se o acrónimo tivesse sido inventado por nós, achava-lhe graça e concordava com ele. Ou seja: para dizer mal de nós estamos cá... nós! Agora os bifes! Por amor da santa...
Beijinho, continuo a gostar mto dos seus comentários. Grande loura...

Blondewithaphd disse...

Carlos,
Lá que somos limpinhos e cheirozinhos isso somos, agora que nos andem a chamar indelicadezas (verdadeiras ou não) isso é que não estou para aturar.

Blondewithaphd disse...

PRD,
Concordíssimo! Digamos mal de nós próprios, pois claro, "ridendo castigat mores". Agora os outros é que é tramado.

Grande?! Pois... com uns belos Manolos aí uns medianos 1,78/1,80:)
Mas gracias muchíssimas!