2 de março de 2009

Guiné das Trevas


Heart of Darkness... Coração de Trevas...

(Joseph Conrad, 1899)


Lembro-me sempre deste livro de cada vez que me lembro de África. Heart of Darkness... Como me soa esta expressão. Coração de Trevas...


Mataram um assassino. Mataram um presidente. Mataram quem declarou independência de uma metrópole colonial. Nunca, mas nunca mesmo, África vai ser um continente de paz. E agora diz-se o quê?


- Lastimamos a morte do presidente de uma nação amiga?


- É uma apena realmente mas... mas o homem era um criminoso?


- Bem feita! Botaram-nos de lá para fora agora aguentem-se?


- Que horror! Lá vai a Guiné-Bissau para a guerra civil?


- Está-se mesmo a ver que a culpa é do passado colonial?


Eu não digo nada! Mas admito que se possa dizer tudo...

3 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

O nosso secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação disse outra coisa e de que te esqueceste ... "que vai sendo tempo dos militares deixarem de ser mesquinhos!".
Ora, assim é que é. Paternalismo quanto baste e não se fala mais no assunto.

Obviamente que se calhar não era necessário ter assassinado Nino Vieira mas, e conforme Mário Soares recordava e o bom povo diz, quem com ferros mata, com ferros morre!

Acho uma imensa piada aos nossos governantes de meia leca que apelam à serenidade e choram lágrimas de crocodilo por causa de um facínora. Ou será que Nino Vieira era diferente de quem o matou?

António de Almeida disse...

Nino Vieira terá sido assassinado em retaliação ao assassínio do CEMGFA assassinado na véspera, do qual era um forte suspeito. Ficará por aqui? Desta vez terão morrido os 2 mais poderosos, saberão os subalternos negociar?

DANTE disse...

"Eles falam falam , falam falam , falam falam mas não fazem nada..."

Além disso resta-me dizer: Ò Loira? Kum kanudo pah! lololololol

Jokas :)