27 de abril de 2010

Raios partam os analistas, a crise, a especulação, a Bolsa, o Ministro

Passei o dia todinho sem saber de notícias. Chego a casa à espera da chachada do noticiário da noite e, a compor a chachada diária e espectável nesta jangada de pedra à deriva sabe-se lá por onde, descubro que o dia foi péssimo para o país em tudo o que é mercado financeiro. Big deal! No dia em que, finalmente, revelarem que nós somos a Grécia eu até vou achar normal. O que me irrita, naquela irritação miudinha e urticante, é que venha o Ministro da Economia ou das Finanças ou dois em um dizer que agora é o tudo por tudo e que todos os portugueses sem excepção vão ter de contribuir para tirar Portugal desta camisa de sete varas. E mais me envergonho de, à nossa conta, o resto da União Europeia ir a reboque de tremeliques bolsistas de nação empenhada até à medula.
Francamente não sei o que mais quer o Sr. Ministro que eu faça. Trabalhar mais do que o horário normal já eu faço, descontar mais do que o trivial já eu faço, não beneficiar nem do sistema de saúde pública nem do sistema judicial, para os quais, aliás, contribuo generosamente, já eu faço, levar com a reforma da função pública e as avaliações de desempenho e as quotas todas também já levo, o que é que é preciso, afinal, para que eu ajude Portugal nestes tempos de crise? Bem, posso sempre fazer rissolinhos para fora a ver se faço uns cobres para os nossos cofres depauperados. Gaita, o pior é que eu não sei fazer rissóis! E, já agora, croquetes também não. Mas se soubesse, fique o Sr. Ministro descansado que eu daria o meu contributo à nação.

8 comentários:

antonio - o implume disse...

Não te preocupes. Serás chamada a dar esse contributo, em nome da globalização, através dos teus impostos... agravados.

Ältere Leute disse...

Faça geleia, bolo de chocolate, sopa de peixe, café na cafeteira alemã... que mais sei eu!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se não sabe fazer, pior para si. Vai pagar a dobrar.
Eu já estou a aprender ponto de cruz para abrir uma loja de bordados para os turistas.

A.B. disse...

Segundo percebi, estudou na Alemanha. Se puder volte para lá. Ou não. Pensando bem, talvez a Alemanha chegue até cá, desta vez.

Blondewithaphd disse...

AB,
Pior, nasci na Alemanha!:)

mdsol disse...

Blondinha:
Como eu "tintendo"!

:)

A.B. disse...

E nascer na Alemanha é pior porque...?

Olho de Lince disse...

Gostei deste texto. Vou fazer um link para o meu blogue, não se importa?