24 de outubro de 2010

Surpresa doce


Entro em casa por entre compras de bróculos e batata-doce. Há um cheiro doce no ar a canela e qualquer coisa morna. Chego à cozinha. Sobre o fogão borbulha uma calda de veludo e pedaços de fruta amarelada. A Paula desce dos seus afazeres e vem explicar-me o que está ao lume: uma compota de marmelos que, pela promessa, eu vou comer e chorar por mais.
É verdade: estou a chorar por mais...
(Abençoada mulher!)

2 comentários:

antonio - o implume disse...

Olha, vê lá se um dia convidas para provarmos alguma destas iguarias.

Turmalina disse...

Nossa...um ano já se passou..lembro-me do doce de marmelo do ano passado :o)