1 de dezembro de 2010

Se eu hoje pudesse fugir daqui


ia num instantinho a Hyannis comer uma clam chowder e pôr a cabeça em ordem.

8 comentários:

antonio - o implume disse...

Quando o espelho deixa se ser o refúgio de uma mulher algo de extraordinário está para acontecer.

Ältere Leute disse...

Imagine-se lá e saboreie! Mas já agora... o que será uma "clam chowder". As coisas deste mundo fora que a menina conhece...

mdsol disse...

[Não tem a ver com o post. Importas-te de traduzir

"Erfahrung der Nichtverfügbarkeit" para português escorreito?

Obrigada antecipado

:)))

Blondewithaphd disse...

Para a malta com questões de vocabulário:

- Clam chowder: sopa de ameijôa que mais parece um polme. É das coisas mais deliciosas desta vida:)

- Erfahrung der Nichtverfügbarkeit: check your email:)

Ältere Leute disse...

Admito que seja bom... mas um dia vai ter de compará-la com uma ( sopa de amêijoa ) típica da Costa Alentejana! Atenção: não costuma aparecer em restaurantes!

Salvador disse...

Boa noite, Blonde e Altere Leute... ))

Mas como é que eu, alentejano de gema, ainda por cima do litoral, admirador confesso do bom receituário nativo, não conheço essa sopa de ameijôa? Receitas, sff... da Alentejana e da Americana ))...

Ältere Leute disse...

SALVADOR: Eu disse que não aparece nos restaurantes!
"Se calhar" ( como se diz por lá, com o sentido de "talvez" ), na sua casa de alentejano do litoral, só se comem amêijoas "à Bulhão Pato" ou "à Espanhola" como aqui na capital... coisa mais fina! Realmente, tb não é prato com origem em gente da sua idade...é mais de "ältere Leute". Mas amanhã vou ao seu blogue ( vi-o hoje pela 1ª vez, a propósito da sopa ) e deixo a receita.

aNa disse...

ai, clam chowder, até salivei!!! :)))