30 de maio de 2014

A sociedade da degeneração ou porque é que o Niall Ferguson tem razão






Continua a ser o meu pensador contemporâneo favorito (e uma pessoa extraordinariamente acessível e bem-disposta, a jolly good sport, I tell you).

É uma pena que ele tenha razão sobre a classe política. E uma pena que os políticos sejam exactamente aquilo que ele diz que são.

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Absolutamente de acordo!
Boa semana

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Absolutamente de acordo!
Boa semana

xilre disse...

Chego tarde, a comentar este post :)
Descobri Niall, há uns anitos significativos, pelo "Empire", comprado em Londres -- que me deu uma visão totalmente diferente, nova, refrescante da história moderna vista pelos olhos de um escocês conservador. Depois, foram todos os outros, alguns adquiridos -- via Amazon -- no dia de saída. Actualmente, tenho "mixed feelings": a produtividade excessiva (?) leva-me a perguntar-me quanto é trabalho original, quanto é de assistentes de investigação. Por outro lado, saber que é consultor de "hedge funds" dá-me mais motivos para olhar com outro algum cepticismo adicional para o percurso dele. A admiração não diminuiu -- apenas a forma como o encaro, e ao seu trajecto recente...

Boa tarde :)