17 de abril de 2013

Mais um passo em direcção à civilização

A Inglaterra aprovou uma lei que proíbe, a partir de 2015, animais selvagens nos circos. Em Portugal, desde 2009 que os circos não podem comprar novos animais selvagens, falta a proibição total. Ainda temos de nos desligar desse século XIX, quando eram comuns os tours de espécimes exóticos, fossem humanos ou animais vindos das fronteiras remotas dos diversos impérios, para que nos tornemos homens do século XXI. Assim como falta deixarmo-nos de sentimentos de supremacia sobre as feras, que nos acompanham desde a caverna. Já domesticámos o mundo o suficiente para não sermos comidos por elas, vai sendo tempo de as deixarmos em paz.
Aqui.

3 comentários:

Cristina Torrão disse...

A minha avó usava uma expressão quando algo lhe enchia as medidas: "Eh, valente soldado!"

Eu, agora, digo: "Eh, valente Blonde!"

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Seria também bom acabar com as touradas, que ainda são mais ancestrais e de uma crueldade sem nome.

Cristina Torrão disse...

Sem dúvida, Carlos!