17 de setembro de 2014

Agora é o Citius: Desfecho de um Divórcio, Parte X

O meu infame processo de divórcio, começado há seis anos e repartido em dois processos em varas diferentes, está em fase final desde dia 2 de Junho, pendente apenas do despacho de homologação de um dos juízes. Ou seja, no aberrante de tudo, continuo tão casada legalmente como em 2008, ano do começo do calvário.
No entrementes, meteram-se as férias judiciais (como se a justiça pudesse tirar férias) e agora mete-se o crash do Citius para que o "estado de sítio" seja completo. Estou com pressa de iniciar o processo contra o Estado Português em Estrasburgo mas o alinhamento astral da justiça neste país é um novelo de tais dimensões que, neste momento, passada a fúria espumosa da raiva, só me dá para rir. É que quanto mais tempo este processo se mantiver, mais lenha eu terei para a pira fúnebre em que vou deitar o tal dito Estado...

3 comentários:

Manuela disse...

E faz muito bem! É o que o Estado está a pedir. Pena que mais gente não faça o mesmo.
O pior já passou e teve muita força. Continue!
Tudo de bom para si, porque merece.

Turmalina disse...

Tá parecendo aqui no Brasil :o(

Cristina Torrão disse...

Força!